1 de janeiro de 2009

II Mil Inove

Para mergulhar no infinito
Caio até a praia de Mongaguá
Meus ouvidos tampados pela pressão
Reencontro velhos amigos
Abro os ouvidos para ouvir
conversas leves
Sobre a importância de estar vivo.

Para mergulhar no vazio
Festejo com minhas irmãs
E vou a pé para casa
Escuto atento a noite

Você não podia saber
Mas avancei muito
Cada passo
Me deixava mais forte.

E ainda não chegou a hora de acordar.

- Ano do boi.

Viva 2009.


Postar um comentário

Pesquisa