24 de fevereiro de 2011

Poema: Uma cartinha de amor para minha Preferida

Sonhos que não podem ser contados
Há coisas que a palavra não descreve
E perfumes que não cabem num frasco.
                 Uma luz mais intensa que o Sol!

O calor que alimenta esta fornalha
É mais forte que o fogo e não queima
O que queima minha pele é o desejo
                   O desejo por você me alimenta!

Quando escuto sua voz escuto música
Se soubesse dançar eu dançaria
Seguindo cada passo de seu Dia
                   Sou feliz só por saber que você existe!


Fábio (em modo apaixonado ON)
Postar um comentário

Pesquisa