21 de maio de 2008

A Passagem do mestre Antonio Carvalho

A VIDA É UM ETERNO PARA FRENTE E PARA O ALTO, NÃO TEM VOLTA PARA TRÁZ





como lembra o colega DJ Anderson na comunidade orkut em sua homenagem.

Eu costumava escutar suas palavras estranhas na rádio Band, bem madrugada, a "conversinha ao pé do ouvido". Parecia que eu ainda estava dormindo... sonhando, talvez recebendo uma mensagem do futuro ou de épocas imemoriais. Descobri este mestre ainda na adolescência, e antes como agora entendia muito pouco. Mas escutei atento sempre que pude. Agpra sua voz está num outro plano.

Reblogo a notícia de sua passagem de: http://blog.miltonneves.ig.com.br/2008/05/19/o-radio-brasileiro-esta-de-luto-morreu-antonio-carvalho/







O rádio brasileiro está de luto: morreu Antônio Carvalho

jogador.jpg

Ouça a homenagem da Rádio Bandeirantes a Antonio Carvalho.

Vítima de leucemia, aos 62 anos, morreu às 4h00 da manhã do dia 17 de maio de 2008, o radialista Antônio Carvalho, no Hospital Alvorada, em Moema, na capital paulista. Estava internado desde o início de abril.

Antônio Carvalho, mineiro de Lavras, trabalhava na Rádio Bandeirantes desde 1969. O velório e o sepultamento foram realizados no Cemitério e Crematório Horto e Paz, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

Carvalho começou no rádio aos 13 anos, na Rádio Cultura de Lavras. Em 1968, de mala e cuia, veio para a capital paulista trazendo com ele dois objetivos: formar-se em Direito e trabalhar na Rádio Bandeirantes.

Trabalhou na Rádio Jovem Pan até setembro de 1969, indo depois para a Rádio Bandeirantes integrar a equipe dos “Titulares da Notícia”. Na mesma Bandeirantes apresentou ” Freqüência Balançada”, também o vespertino “Acontece” e “Ciranda da Cidade”.

Por mais de três décadas, apresentou o “Arquivo Musical”, nas manhãs de domingo, programa que teve início na década de 70. A partir de 2001, Antônio Carvalho passou a apresentar na madrugada o programa “Grande Sampa”, antecedendo ao famoso “O Pulo do Gato”, que é apresentado por José Paulo de Andrade.

Nos últimos anos de sua vida lutou, e muito, contra a leucemia, que o afastou por diversas vezes do trabalho. A sua última apresentação no rádio foi no dia 8 de abril no “Grande Sampa”, na época debilitado pelo tratamento da doença e voltou a ser internado. Carvalho era seguidor da Eubiose (filosofia de vida em harmonia com a natureza).

Uma voz bonita que se cala. Uma figura humana inesquecível, um conselheiro do rádio, um estímulo aos pensamentos positivos e ao entendimento da vida. Ele saiu do combinado, como se diz no Interior, mas deixou uma frase especial que vamos nos lembrar a cada dia:
“Que o dia de hoje seja melhor que o de ontem e pior que o de amanhã, porque a vida é um eterno para frente e para o alto, não tem para trás…”

Querido Blogonauta deixe aqui sua homenagem ou uma mensagem de apoio para a família de Antônio Carvalho.


Leia mais sobre , , .
enviada por Milton Neves





“Que o dia de hoje seja melhor que o dia de ontem e pior que o dia de amanhã.” “Porque a vida é um constante para frente e para o alto, não tem para trás, mesmo que tudo pareça estar indo para trás”.

Antônio Carvalho



Escute alguns programas e veja videos em: http://conversinhaaopedoouvido.blogspot.com/




Postar um comentário

Pesquisa