15 de agosto de 2006

Escola ainda faz diferença

Notícia que copio de:
http://www.reportersocial.com.br/noticias_print.asp?id=1227&ed=Educa%E7%E3o
terça-feira, 8 de agosto de 2006

EDUCAÇÃO

IPEA: Diploma do ensino médio duplica salário; diploma superior, triplica

Um diploma do ensino médio permite que os rendimentos médios de um trabalhador sejam o dobro dos rendimentos daquele que não tem escolaridade. E um diploma do ensino superior quase triplica esse rendimento, comparado com o médio.

A conclusão está no estudo Brasil: o estado de uma nação, divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O trabalho traz uma avaliação da conjuntura econômica no período 2004-2005.

Segundo o Ipea, além de aumentar salários, a educação também é um excelente seguro-desemprego. Em 2002, a probabilidade de uma pessoa ficar desempregada era de 17,6% se tivesse nível médio incompleto; 10,9% se houvesse completado o ensino médio; e apenas 5,4% caso tivesse o superior incompleto.

“A abertura da economia, no início dos anos 90, foi marcada por uma escalada nas exigências das empresas por escolaridade, atingindo a maioria da força de trabalho. Como as empresas precisam mais competência, exigem mais escolaridade, o que resultará em que, para a esmagadora maioria da população, sua renda será determinada pelo investimento feito em educação”, afirma o estudo.



www.reportersocial.com.br - Agência Repórter Social © Todos Direitos Reservados - 2006

---
Entretanto... Sim, ainda entretanto... pesquise no mesmo saite acima, clicando no link "educação", os problemas do ensino fundamental noturno e outras pesquisas do IPEA que mostram a triste realidade de exclusão de nossa país - menos de 37% dos estudantes chamados de baixa renda concluem o ensino médio na idade prevista e apenas 5% o ensino superior. Ou seja, já que educação (com frequência) se traduz em salário, a tendência é que a concentração de renda continue ainda por muuuuuito tempo.
Postar um comentário

Pesquisa