22 de julho de 2007

Minhas memórias: Farmácia de Franco


A Farmácia Cintilante, mais antiga de Franco.
Há uma memória que guarde desde minha infância. Lembro que fomos em família em uma farmácia. Eu, Lu, Ale, minha mãe e meu saudoso pai. Já era tarde. A porta da farmácia estava estava um pouco abaixada e na hora de sair meu pai bateu a cabeça na porta. Isso me deixou muito impressionado. Meu pai, que tinha mais ou menos minha altura atual, para minha era um gigante.

Nunca me esqueci disto, mas pensava que a farmácia ficava em São Paulo. Nestes dias estava esperando um ônibus num ponto quase em frente da farmácia e a mãe contou que às vezes vinhamos comprar remédios nesta farmácia, em Franco, pois na época morávamos em Caieiras e era a mais próxima. Só então associei com esta antiga memória. Um pedacinho da minha vida.
Postar um comentário

Pesquisa