28 de janeiro de 2006

Em busca da disciplina

Não gosto das "pesquisas" americanas daquele tipo que costuma aparecer no Fantástico da Globo. Mas esta chamou minha atenção. Saiu no Estadão:

http://www.estadao.com.br/educacao/noticias/2006/jan/23/81.htm

23 de janeiro de 2006 - 11:33

Disciplina pode ser mais importante do que um bom QI
Estudo de psicólogos dos EUA mostra que essa capacidade permite melhores desempenhos


Washington - Um estudo de pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos EUA, sugere que autodisciplina poderia ser a chave para salvar as escolas americanas. De acordo com um artigo da revista Psychological Science, assinado por Angela L. Duckworth, doutoranda em psicologia, e Martin E. P. Seligman, professor de psicologia e autor de livros na área, autodisciplina é um indicador muito melhor de sucesso acadêmico do que um bom QI (o quociente de inteligência). “A culpa do mau aproveitamento dos jovens americanos é jogada sobre professores inadequados, livros escolares chatos e classes com muitos alunos”, dizem os pesquisadores. Eles sugerem outras razões para os estudantes não utilizarem todo o seu potencial intelectual: a dificuldade em exercer autodisciplina, por exemplo. “Acreditamos que muitas das crianças têm problemas em tomar decisões que exigem sacrificar prazeres imediatos em função de ganhos de longo prazo. Programas que constroem autodisciplina podem ser um caminho importante para conquistar realização acadêmica.”

MEDIÇÃO

Mas como medir autodisciplina? É o querem saber os educadores, pais e outros cientistas sociais. Angela e Seligman usaram uma variedade de indicadores, incluindo perguntas aos estudantes (como, por exemplo, qual é o grau de dificuldade para quebrar com o padrão de maus hábitos), notas de professores e pais e o teste “US$1 agora - US$2 mais tarde”. O teste, que os pesquisadores chamam de Delay Choice Task (tarefa de escolha posterior), consiste em oferecer US$ 1 agora, diante de certos resultados, ou US$ 2 mais adiante, com tempo de melhorar o aproveitamento.

RESULTADOS

“Adolescentes altamente disciplinados (aqueles que preferem ter mais tempo, mas uma compensação maior) superaram seus colegas mais impulsivos em todas as variáveis de interpretação acadêmica, incluindo boletins, notas de provas, admissão em faculdades competitivas.” A autodisciplina teve mais importância no resultado do que o QI.

Ryan Hill, diretor de um colégio de ensino médio em um bairro de baixa renda de Newark, conta que lá os alunos são obrigados a ficar na escola até que a lição de casa esteja pronta, caso a TV tenha interferido no rendimento do estudo na noite anterior. “Com o tempo, eles aprenderam a fazer a lição de casa antes de ligar a TV, adiando a gratificação, o que se torna um hábito de autodisciplina”, disse.

Postar um comentário

Pesquisa